Textos


MEU DESATINO



Meu coração descompassado
Meu tempo no passado
Minha visão antiga
Minha vida ressentida
vendo sombras mortas
vendo fantasma perdida

Eu tenho certa certeza
De que há um certo combinado
De deixar nos meus olhos horror
Para que eu seja o castigado

Dizem que a vida não tem nada de destino
Que se erro, é por causa do meus desvario
Do meu desatino...
Só não entendo a presença
De pessoas ao meu lado
Pra errar comigo...
Eu não entendo a vida...
Ou simplesmente...
não consigo.

Valdir Lopes

valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 17/08/2014
Alterado em 17/08/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários