Textos

MULHER-GATO – (JEPH LOEB, TIM SALE)
Editora Panini Books, 2012
Barueri, São Paulo.
 
 
            Quem é fã de Batman não pode deixar de admitir que Selina Kyle é um atrativo a mais na história desse grande e obscuro detetive dos quadrinhos. Pois hoje tive o prazer de me deliciar com uma edição de luxo. Um grande presente para mim quando comprei “Mulher-Gato: cidade eterna, da editora Panini Books, 2012.
 
 
 
mulhergato_cidadeeterna.jpg
 
 
 
 
            Primeiro tenho que falar do desenho, já que é algo que me chama a atenção num HQ. As qualidades de Tim Sale são inúmeras e isso é atestado pelo presentinho final da obra.   No “Esboços” um breve comentário das linhas mágicas produzidas. Um sabor a mais. Dá vontade de saber desenhar. Ainda falando do desenho devo elogiar a desenvoltura, com o claro e escuro tão essencial no mundo fantástico de Batman. Os contornos primorosos não têm a pretensão de ser fiel a realidade e não deve nada aos clássicos dos melhores riscos dos quadrinhos.
mulher-gato+cidade+eterna+%25232+p%25C3%25A1gina+2.jpg
 
            Já Dave Stewart contribuiu maravilhosamente com suas cores mágicas. Junto com Sale produziram páginas primorosas. Na página 19, por exemplo, com a presença do rancoroso Harvey, sinto até as espessuras da pincelada no tradicional uniforme de Duas Caras. Os destaques de página inteira são uns dos pontos que mais me agradaram. E nesse ínterim devo parabenizar Sale e Stewart. Para um fã de HQs como eu, desejar essas páginas como pôster é o mínimo. As páginas que descrevo abaixo são as que me apaixonaram: 
As páginas 19 com o Duas Caras, 23 com o Rosto da espantada Selina, 37 com a Mulher-Gato correndo no telhado, a 80 com a presença da Mulher-Leopardo (grande amiga-inimiga da Mulher Maravilha) e a página 112 com uma fabulosa lua abrilhantando a presença da Mulher-Gato no telhado.
 
review+mulher-gato+cidade+eterna+%25283%2529.jpg
 
 
            Por fim, o fabuloso roteiro nas mãos de Jeph Loeb que respeitou o mundo mágico do maior detetive dos quadrinhos. A busca de Selina em Roma permeada por mortes e atentados misteriosos convida o leitor a todo o momento reconstruir os fatos em busca de claridade. Além de merecer estar no rol da literatura chamada policial, possui poeticidade frequentemente encontrada no discurso da Mulher-Gato:
 
“O que você sabe sobre mulheres caberia num dedal... e haveria espaço suficiente pro seu cérebro.” – Selina Kyle (Mulher-Gato)
mulher-gato-cidade-eterna-2.jpg
 
 
 
            E o humor sempre característico no falar insano de Nigma (O Charada, que perde muito para o grande vilão piadista do universo do Morcego, Coringa):
 
“Pergunta: Quem é o idiota agora?” – Nigma (O Charada)
mulher-gato+cidade+eterna+%25232+p%25C3%25A1gina+1.jpg
 
 
 
            Infelizmente tenho que destacar um ponto negativo, pois havia uma necessidade imperiosa de entender o dialeto italiano para desfrutar completamente da obra. Falha da NT (Nota do Tradutor). Poderiam ser mais caridosos com quem não está a fim de aprender a língua da máfia e deixar um quadradinho no fim da página traduzindo aquilo que os carcamanos gritavam.
 
            No geral, meu livro ficará guardado no saquinho original para não pegar pó. Coisa de fã, de colecionador ou de doido mesmo, coisa que nunca neguei em ser.

valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 12/01/2013
Alterado em 12/01/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários