Textos

QUANDO MINHA ALUNA ME ORIENTOU

Penápolis, 26 de julho de 2019.

Querido Diário
Hoje, ao ler o conto "A princesa Ladrona", de Monteiro Lobato, caí numa infeliz situação. Explicando aos alunos sobre quem foi Monteiro Lobato e seus personagens, descrevi, amargamente, Tia Nastácia, como negra, velha e gorda.

Não havia percebido minha escorregadela, até que uma atenciosa e crítica aluna, que não havia tirado os olhos de mim enquanto eu lia e dissertava sobre os personagens, veio delicadamente levantando a mão para falar

- Sim?

- Professor, o senhor foi muito preconceituoso?

- Como é que é?

- Sim, no jeito de falar sobre a tia Nastácia.

- Eu? - Nessa hora todos os outros 9 olhos da sala prestaram a atenção no diálogo. Senti-me frio e comecei a suar (isso acontece quando fico nervoso ou tímido, desconcertado.)

A aluna com sua delicadeza disse que ao chamar a personagem de "negra", "velha" e "gorda", havia usado palavras ofensivas e preconceituosas.

Rendi-me ao comentário, à argumentação. E não havia o porquê de eu contra-argumentar. Até porque eu já havia, numa roda de conversa, muitas aulas atrás, refletido com eles sobre modos dos discursos, escolhas apropriadas de palavras para se dirigir a alguém entre outras responsabilidades. Xeque-mate. Rendi-me:

- Pois é! Expressei-me mal. Desculpe. Turma, então, como eu deveria ter falado? (Claro que aproveitei a oportunidade para fugir pela "tangente")

A mesma menina respondeu:

- Uma senhora fofinha...

Outros entraram na adjetivação

- Gordinha...

- Grande...

- Obesa...

Certo que, para uma turma de quinto ano, o que ali aconteceu já foi um grande ganho. Não!! Eu não precisava continuar delongando o assunto. O importante era que percebi que eles estão cada dia mais crítico, mais participativo, e que de alguma forma eles ouvem alguma coisa que digo...

Só que o que mais me admira nessa sala é essa garotinha, nos seus 11 anos de idade, inteligente, mordaz e crítica.

Cuidado mundo, mais uma mulher para quebrar a cara do preconceito.

Valdir Lopes
#diariodeaula
valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 26/07/2019
Alterado em 26/07/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários