Textos


ME DEIXEM EM PAZ



A televisão no último volume do jornal noturno
O computador num filme escandaloso
O rádio toca a mesma música do CD
Tudo ao mesmo tempo, pois
Procuro me esconder
Do barulho incessante que está aqui dentro
Do meu pensamento.
Eu fecho os olhos e tampo os ouvidos
O silêncio grita muito
Eu vou gritar mais alto
E eu estou cansado de escutar
Frases, palavras, decisões
Me solto no espaço eu quero fugir
Quero dormir, descansar meus sentidos, mas as luzes
São imensas, minha cabeça, eu toco duas vezes com o dedo indicador
Eu penso que o inferno não pode acabar
Eu grito bem alto, eu sou interno, me chame o doutor
O vazio aqui dentro
Me incomoda. O silêncio que desceu para me atormentar,
Grita. Eu grito e tampo os ouvidos
balanço a cabeça para frente e para trás
Eu penso quando serei capaz
de me organizar.
Peço, por favor, para o mundo
me deixar em paz
valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 21/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários