CAVERNA
Porque escrever é ato de libertação
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

                 Eu sabia que iria ganhar uma bicicleta nova na tarde de outro dia. Não consegui dormir à noite de tanta ansiedade. Ficava imaginando a cor dela, o tamanho e eu brincando na rua o dia inteiro. Acordei de manhã cedinho para ir à escola, pensando apenas na bicicleta. O dia não passava e minha ansiedade só aumentava. Infelizmente nesse dia não consegui prestar atenção na aula de matemática. E eu gostava tanto de aula de matemática.

          Quando bateu o sinal para ir embora, fiquei super feliz. Fui rapidamente para casa. Eu tinha que esperar meu pai chegar para ir à bicicletaria.

          Meu pai chegou, guardou sua bolsa do trabalho no guarda-roupa, tomou um banho e eu esperando calado na cozinha. Ele passou por mim, sorrindo, e disse:

          - Valdir, meu filho, vamos pegar sua bicicleta?

          Foi o momento mais feliz da minha vida. Quando chegamos lá, meu pai me deixou escolher. Eram tantas e bonitas. Tinham cores diferentes, estilos e adesivos de vários jeitos. Fiquei com dúvida, mas logo escolhi. Então, meu pai pagou o dono da bicicletaria e voltamos para casa.

          Quando chegamos em casa, pude brincar um pouco com o meu novo presente e depois tive que fazer a tarefa, jantar e dormir. Mas também eu não conseguia dormir, porque estava com ansiedade de novo para brincar com a bicicleta. Esse foi o dia inesquecível para mim.

Valdir Lopes

 
valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 05/03/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários