CAVERNA
Porque escrever é ato de libertação
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


FALTOU... JÁ NÃO FALTA MAIS



Faltava-me a gota d'água
Para aliviar a queimadura.

A dor, que perdura, faltava-me ar,
Calor, resquício do pó
Ser só, a espera de um olhar.

Só me faltou a chuva
Para aliviar.
Porque o caminho é sempre em frente:
- Enfrente, rapaz.

Faltava a chuva
Faltava...
Não falto mais.

Valdir Lopes

(Após a chuva da manhã do dia 25)
valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 25/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários