CAVERNA
Porque escrever é ato de libertação
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

AH... MAR!

Amar,
Singelo sentimento complexo.
Ah! mar...
E meus momentos de euforia, ressaca,
Confesso,
Que passa e as dores
Amor que enlaça

 
Eu inapto,
Inepto
Na arte do amor
Caí na graça de uma ilusão.
Que desgraça, percebe aos poucos
Que de tolo
Foi feito meu coração

Enquanto o mundo ama
Eu procuro significar o amor
Enquanto o mar inunda
Eu busco dele um favor

Entre o mar e o amor
Seja qual primeiro for
Que não me afogue mais de ilusão
Que se for levar-me derradeira
Não deixe sujo na areia
Esse velho, cansado, coração.

Valdir Lopes
(1 ano depois F.S.)
valdirfilosofia
Enviado por valdirfilosofia em 16/08/2016
Alterado em 16/08/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários